Saúde reforça cuidados para evitar doenças respiratórias no inverno

0
269

A Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Lages, durante a campanha de vacinação contra a gripe (à qual estão incluídos três tipos de vírus – H1N1, H3N2 e Influenza B), realizada entre os dias 23 de abril e 8 de junho, imunizou cerca de 80% das pessoas que compõem os grupos prioritários.

De acordo com a coordenadora da Vigilância, Sumaya Pucci, crianças de seis meses a menores de cinco anos, que receberam apenas a primeira dose durante a campanha deste ano, deverão comparecer nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e na Central de Vacinação com a carteira de vacinação, para receber a segunda dose.

Um caso em Lages

Em Lages, de acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica Estadual (Dive/SC), neste ano foi registrado até o momento um único caso de Influenza A (H3N2), através da análise do Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen/SC). A análise e confirmação dos casos são de pacientes internados que atendam a definição de caso de Síndrome Respiratória Aguda grave (SRAG), definido como indivíduo de qualquer idade, internado com Síndrome Gripal, e que apresente dispneia ou saturação de O2.

Pacientes

Pacientes que apresentem esse quadro, tanto em hospitais públicos quanto privados, devem ser notificados e a amostra deve ser encaminhada para o Lacen. Quanto aos casos de Síndrome Gripal, o paciente precisa ser atendido em Unidade de Saúde (pública ou privada) para avaliação médica e, caso não haja indicação de internação, não deve ser feita a notificação e nem a coleta de amostras para exame pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina.

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here