De 40 presos quase metade cometeu crime de violência doméstica em Lages

0
158

Dos 40 presos provisórios da 2ª Vara Criminal da Comarca de Lages quase metade cometeu crime de violência doméstica, foi preso em flagrante e aguarda julgamento. Um número considerado alto para o juiz Alexandre Takaschima, titular da repartição judiciária. Ele é um dos integrantes do Núcleo de Justiça Restaurativa de Lages, na Serra Catarinense. Esse grupo deve colocar em prática, ainda no mês de outubro, a proposta inédita no estado de trabalhar com casais envolvidos em casos de violência contra a  mulher. A ideia é buscar a pacificação de forma afetiva com a reconstrução de uma relação saudável.

Mobilizadores

O sistema da justiça é um dos maiores mobilizadores da rede composta por profissionais do poder executivo municipal, por meio das secretarias da Mulher, Assistência Social e Saúde, Ministério Público, Polícia Militar, OAB Mulher,  Delegacia de Polícia de proteção à Mulher, Criança e Idoso e Grupo Gênero, Educação e Cidadania na América Latina (Gecal).

Os encontros devem ocorrer na Universidade do Planalto Catarinense ( Uniplac), em Lages. Como os casos são diferentes, demandam tempo distintos. Por isso, não é possível precisar datas de término de cada fase. Porém, é certo que sempre haverá um grupo de casais iniciando  os ciclos da Justiça Restaurativa.

Taína Borges

Compartilhar a matéria
TORTEN
BM3
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here