FESTA DA MAÇÃ- Licitação da terceirização é diferente de Lages

0
424

Nesta última sexta-feira (08), aconteceu a segunda etapa da licitação para a terceirização da XXI Festa Nacional da Maçã. A primeira etapa teve início na quinta-feira (07/02) pela manhã, mas foi suspensa e retomada. Havia duas empresas de grande porte concorrendo, ambas de fora do município e especializadas na prestação de organização e promoção de eventos.

Os lances iniciais partiram de R$ 448 mil e R$ 367 mil e foram baixando até chegar no valor de R$ 320 mil reais. A empresa que deu este último lance, acabou desclassificada por conta de o atestado de capacidade técnica não suprir as necessidades do evento. “A empresa foi desclassificada, pois o atestado nos confere segurança na capacidade produzir um evento de dimensão nacional”, declarou a Secretária de Turismo Municipal, Sara Corrêa.

Sendo assim, a segunda empresa apresentou a documentação completa, conferida e validada pela Comissão de Licitação e pela Comissão Organizadora da Festa, tornando-se a vencedora da licitação, no valor de R$ 334.500,000. Porém, este resultado ainda não consiste no oficial, pois a empresa desclassificada entrou com a intenção de recurso e se encontra dentro do prazo para tal. Na próxima semana, será confirmada a possibilidade do pedido de recurso da empresa e após as apurações devidas será dado o resultado oficial. A XXI Festa Nacional da Maçã ocorrerá no período de 2 a 5 de maio de 2019 e contará com inúmeras atrações regionais. Os shows musicais nacionais, só serão divulgados após o resultado oficial da licitação!

Diferente da Festa do Pinhão

Em Lages a licitação ocorre diferente, onde a empresa Gaby Produções, ganhou a licitação e o direito de fazer a Festa do Pinhão. A diferença está em que a Gaby PAGA para a Prefeitura de Lages, em São Joaquim é ao contrário, a prefeitura abriu licitação para contratar e pagar a empresa para fazer Festa da Maçã.

Já que a prefeitura de São Joaquim tem gastos elevados para a realização sozinha da festa, acharia viável ela vender o direito de a empresa realizar a festa.

Sobraria duas vezes: o dinheiro que ela tem disponível para realizar a festa, e o dinheiro que ela receberia da empresa para realizar a Festa da Maçã. Um montante que poderia ser gasto na saúde, educação, turismo e pavimentação das ruas.

Potencial

A cidade de São Joaquim tem grande potencial para o turismo, com seu clima,suas vinícolas, seus pontos turísticos, a Festa da Maçã vem para abrilhantar novamente a cidade que é a Terra da Maçã.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here