Deputado Marcius Machado solicita a implantação de um porto seco na Região Serrana

0
131
A Região Serrana se encontra em uma área geográfica privilegiada, uma vez que duas importantes rodovias passam ali, a BR-116 e BR-282, Para isso o deputado Marcius Machado (PR) apelou nesta terça-feira (19) ao Presidente da República, ao Senador Jorginho Mello e ao Ministro do Desenvolvimento Regional um estudo para a implantação de um porto seco.
 
De acordo com referências à Receita Federal, o porto seco consiste em um intermodal terrestre diretamente ligado por estradas, via-férrea ou até aérea, sendo um depósito alfandegado localizado em zona secundária (fora do porto organizado). Recebe as cargas ainda consolidadas, podendo nacionalizá-las de imediato ou trabalhar como entreposto aduaneiro.
 
O deputado Marcius afirma que a implantação do porto seco promoverá o crescimento econômico da região. “Diversos estados já contam com porto seco, em Santa Catarina possuímos um em Itajaí que possui grande movimentação, porque não na Serra? Somos uma região que oferta passagem até as capitais dos estados vizinhos”, diz.

Porto Seco

 
O porto seco armazena mercadorias de um determinado importador pelo período de tempo que desejar, em regime de suspensão de impostos, podendo fazer a nacionalização fracionada. O mesmo pode acontecer na exportação.
 
Com a utilização dos portos secos, as mercadorias exportadas já chegam aos portos marítimos prontos para o embarque, enquanto que, no caso das importações, podem-se retirar as mercadorias dos portos marítimos mais cedo, onde a armazenagem custa substancialmente mais caro.
 
Atualmente, no Brasil existem 63 portos secos, sendo 35 unidades em 14 estados diferentes, 27 em São Paulo e no Distrito Federal.
Mirella Guedes
Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here