Nova Ala do Hospital Tereza Ramos pode virar um elefante branco na serra catarinense

0
335

Lages está em um dilema, a nova ala do Hospital Tereza Ramos está com 99% das obras prontas e os equipamentos comprados e não entra em funcionamento, a população de Lages e região está precisando de atendimento, o local praticamente pronto, queremos saber porque a obra está parada?

Precisa oficio

Procurei informações para saber o que acontece, e para meu espanto, ninguém consegue marcar uma conversa com a diretora do Hospital Tereza Ramos (HTR), Andréia Berto, tudo é por Florianópolis, e através de um oficio, alegam que o hospital é estadual e administrado pelo governo do estado, muito bem, só que o governo do estado esquece que está lidando com pessoas e com a saúde dessas pessoas.

Como jornalista nunca precisei protocolar oficio para saber o que acontece no HTR que está dentro da cidade de Lages, o acesso sempre foi facilitado para todos os jornalistas até mesmo para as informações não saírem erradas ou desencontradas, isso me parece mais amadorismo do que competência.

O abre e fecha do 5º andar

Tivemos vários perrengues durante o ano com o 5º andar da ala que funciona do HTR, leitos e quartos foram fechados, depois de muita insistência da sociedade, responderam “através de notas”, que o hospital sofreria algumas mudanças, e com isso o pronto atendimento municipal ficou lotado e a população, mais uma vez desassistida.

Vereadores de Lages

Alguns vereadores, tentaram visitar a nova ala do hospital e foram barrados, a orientação que tiveram, é que, deveriam fazer o “tal ofício” e protocolar na secretaria de obras do estado para poder visitar, então reuniram-se e fizeram o “ofício”, isso no mês de maio e em julho (dois meses depois) a visita foi negada, mostrando um verdadeiro descaso com o assunto. Até audiência púbica os vereadores se empenharam em fazer e o resultado disso até agora é ZERO.

Deputada Carmem Zanotto

A deputada Carmen também vem se empenhando para ajudar a abrir a nova ala, tive informações pela sua assessoria que a deputada já conversou com o secretário de saúde solicitando a abertura gradual da nova ala e também solicitou uma audiência com o Governador Moisés, juntamente com as demais lideranças políticas de Lages e sociedade civil organizada para tratar do assunto.

A deputada solicitou a abertura de pelo menos 10 leitos de UTI e 20 leitos normais, porque algumas cirurgias de cardiologia não estão sendo realizadas por falta de leitos de UTI.

Governador

Enquanto nosso comandante fica “cantarolando” e tocando violão nas redes sociais, a população serrana está assistindo a novela da nova ala do HTR, se transformar em um belo elefante branco na região.

Um hospital que tem uma história de 75 anos de existência, onde a ampliação beneficiará 800 mil pessoas de 67 municípios catarinenses, com um centro de referência e excelência nos serviços de alta complexidade em cirurgias, gestações de alto risco, infectologia, tratamento de queimados e oncologia, não pode virar um descaso.

Política

Vamos esquecer a política e mostrar trabalho, ajudando a população que tanto precisa do hospital, acredito que o Governador sabe o que já foi empenhado financeiramente dentro da obra, um dinheiro público de cerca de R$ 100 milhões e a obra está parada, precisamos no mínimo de SATISFAÇÃO e de RESPOSTAS, porque convenhamos a “Burrocracia” dos ofícios e das respostas por notas geram mais problemas, e acredito que o Governador não quer gerar mais problemas e como pai de família sabe que a saúde sempre está em primeiro lugar, até mesmo da política.

E nesse caso nem vou lembrar que na região serrana o Governador foi muito bem votado, a população confiou e confia no seu comando, mas precisamos de respostas e principalmente do seu pulso forte e firme de “comandante” para colocar a nossa nova ala do HTR em funcionamento se isso demorar a população irá as ruas.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here