Lages é referência estadual na agilidade do diagnóstico do câncer de mama

0
577

A porta de entrada para todas as mulheres que buscam a prevenção é a Unidade Básica de Saúde (UBS). Lá são realizadas as consultas e, a partir da detecção de nódulos ou qualquer suspeita de câncer de mama ou colo do útero, a paciente é encaminhada para o Centro de Estudos e Assistência à Saúde da Mulher (Ceasm), que é um serviço especializado da Secretaria da Saúde.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil cerca de 56% dos pacientes só recebem a confirmação da doença quando ela já está bastante desenvolvida, o que diminui consideravelmente a efetividade do tratamento. Este percentual vem crescendo nos últimos anos: em 2013, eram 53%. Em alguns casos, a demora é de até 200 dias, ou seja, são quase sete meses para se iniciar o tratamento adequado.

Lages

Mais especificamente sobre o câncer de mama, um diagnóstico em estágio inicial pode elevar para acima de 90% a chance de a paciente ser curada, com tratamentos menos agressivos e cirurgias menores. Existe uma legislação federal que preconiza um prazo de até 60 dias, desde o diagnóstico da doença até a paciente ser encaminhada para o tratamento. Lages se tornou referência em Santa Catarina, pois a paciente é encaminhada, na maioria das vezes, em um prazo de até 15 dias para o tratamento no Centro Oncológico do Hospital e Maternidade Tereza Ramos. “Temos caso em que conseguimos desde a queixa da paciente até ela iniciar o tratamento um período inferior a 30 dias”, aponta o médico mastologista do Ceasm, Fernando Vequi Martins.

Além da área da mastologia, o Ceasm possui uma equipe multidisciplinar com enfermeiros, assistente social, psicólogo, técnicas de enfermagem e médicos especialistas nas áreas da ginecologia e obstetrícia. É realizada mensalmente uma média de dois mil atendimentos nestas três áreas.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here