Preocupados com as novas mudanças dos voos da Azul Linhas Aéreas, integrantes do Fórum das Entidades reuniram-se na manhã da ultima sexta-feira, 13/03, nas dependências da ACIL. Também estavam presentes o deputado estadual Marcius Machado, o vereador Lucas Neves, o comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar, Ten. Cel. Fabiano da Silva; o supervisor administrativo da Berneck, José Wolny de Souza; o gerente de infraestrutura aeroviária da Secretaria de estado da Infraestrutura, George Picinato; e membros da Comissão Pró Voo, da Associação Empresarial de Lages.

Atualmente, o Aeroporto Federal Antonio Correia Pinto de Macedo, em Lages, recebe voos de domingo a sexta feira. Com essa alteração os voos passarão a acontecer apenas nas quartas-feiras e nos sábados. Essa decisão de alteração dos horários, impactará diretamente na rotina de pessoas responsáveis pela geração de negócios e, consequentemente, desenvolvimento socioeconômico da Serra Catarinense.

De acordo com o coordenador da Comissão Pró Voo, Anderson de Souza, destacou o árduo trabalho para disponibilizar voos comerciais regulares no aeroporto de Lages. “Todos os voos tem ocupação de 70% a 80% dos lugares e a grande maioria dos passageiros são empresários que precisam se deslocar por motivo de negócios. Esse cancelamento irá causar prejuízos econômicos para Lages”, enfatizou ele. O presidente da ACIL, Carlos Eduardo de Liz, citou como exemplo a empresa Berneck que está guardando um pessoal que virá do Canadá e com esta alteração não poderá desembarcar em Lages.

Documento

As lideranças formataram um documento, que será encaminhado à Azul, solicitando que a companhia reveja esta decisão de deixar apenas dois voos semanais e mantenha os voos de domingo a sexta-feira para, desta forma, não causar prejuízos a economia do município. Também solicitaram ao deputado Marcius Machado para que proponha, junto a Assembleia Legislativa de Santa Catarina, a alteração da Lei 17.762/2019, que dispõe sobre a redução da base de cálculo do ICMS para combustíveis de aviação. A sugestão é de dividir os aeroportos em três categorias e com as seguintes condições: na primeira categoria os aeroportos de Navegantes e Florianópolis, caso a empresa aérea opere voos regulares internacionais em, no mínimo, quatro rotas semanais com origem nos aeroportos desta categoria; na segunda categoria os aeroportos de Caçador, Chapecó, Correia Pinto, Jaguaruna, Joinville e Lages, caso a empresa aérea opere voos em, no mínimo, sete operações semanais com rota de origem em, no mínimo, quatro destes aeroportos; e na terceira categoria os aeroportos de Blumenau, Concórdia, Curitibanos, Forquilhinha, Joaçaba, Lontras/Rio do Sul, São Miguel do Oeste, Três Barras, Videira e Xanxerê, caso a empresa aérea opere voos em, no mínimo, sete operações semanais com  rota de origem nos aeroportos desta categoria.

Aeroporto Regional de Correia Pinto

No mês de fevereiro o Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto recebeu a homologação para operar voos por meio visual e já está operacional. De acordo com o gerente de infraestrutura aeroviária, George Picinato, a parte de infraestrutura traz o atendimento completo exigido para essa categoria. “O próximo passo é a publicidade da licitação para contratação da empresa privada que irá administrar o aeroporto. Essa empresa vai assumir a administração do aeroporto como um todo, incluindo a prestação de serviços de tráfego aéreo que é fundamental para operação por instrumentos e a homologação da operação no aeroporto. Possivelmente até o final do mês deverá ser lançada a licitação”, explicou ele acrescentando que “os procedimentos para aproximação utilizados hoje, são por RNAV (Rotas de Navegação Aérea), que é um equipamento da aeronave, é uma aproximação por GPS”, completou.

Picinato solicitou o apoio das lideranças para resolver a pendência do acesso ao aeroporto. “O processo está pronto desde 18 de fevereiro para ser lançada a licitação e a gente está tendo dificuldades na questão do recurso, que fica em torno de R$ 870 mil. Essa licitação compreende a finalização do acesso, sinalização do acesso completo até o aeroporto, com paisagismo de toda a entrada, iluminação  e revisão da cobertura”, destacou.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here