Estiagem é a maior dos últimos 70 anos na Região Serrana

0
979

De acordo o meteorologista Ronaldo Coutinho, da Climaterra, de São Joaquim (SC) esta estiagem é a maior dos últimos 70 anos, na região Serrana de Santa Catarina, e isto tem acarretado na forte escassez de água em muitos municípios, a exemplo de Painel e São Joaquim, onde no interior já ocorre o abastecimento de água através de carros-pipa, uma cena antes vista apenas no Nordeste do país.

Ronaldo Coutinho explica que ao longo deste ano de 2020 a previsão é de chuvas irregulares, o que significa em precipitações pluviométricas abaixo do índice, acarretando sérios problemas principalmente para a agricultura e agropecuária. Além disso já ocorre a incidência do frio (geadas) fora de época e, portanto, problemas de estiagem e de temperaturas castigam sobremaneira o setor agropecuário. Só para se ter idéia da problemática que se abate por toda a região Sul do Brasil, no Rio Grande do Sul, a quebra de safra de soja e feijão é estimada em 50% da produção.

Estiagem até 2021

Coutinho, afirmou durante recente debate promovido pelo Canal do Tempo, do Rio Grande Sul, que as previsões meteorológicas a estiagem se prolongará em 2020 e primeiros meses de 2021, afetando as próximas safras agrícolas e o setor de produção de carne e leite.

Quanto ao abastecimento de água potável, Coutinho disse que continuará também problemático, porém sem muita gravidade, pois haverá períodos de chuvas o suficiente para abastecimento dos reservatórios urbanos. Isso não significa, contudo, que os níveis dos rios não permanecerão baixos.

Os rios Pelotas e Canoas, na região da Serra Catarinense, estão secos, com baixíssima vazão de água, e isso ocorre também com todos os demais rios, com exceção do rio Caveiras, manancial que abastece a cidade de Lages. O Caveiras apresentando nível médio de água se deve principalmente à preservação ambiental nas áreas de nascentes (Na Serra da Pedra Branca), onde além da excelente cobertura vegetal também existem vastas áreas de recarga do Aquífero Guarani.

Segundo explicação do geólogo e professor da Universidade de São Paulo, Rômulo Machado, o Aquífero Guarani, nas áreas de recargas, contribuem na manutenção do nível de rios como é o caso do Caveiras situado em área ambiental privilegiada.

A seca no Rio Pelotas, no histórico Passo do Socorro, divisa de Santa Catarina e Rio Grande Sul, entre os municípios de Capão Alto e Vacaria, revela os escombros de antiga ponte levada pela grande enchente ocorrida em agosto de 1965. Ali naquele ponto do rio já é possível a travessia a pé.

Prefeitura de Lages

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here