Emocionante carta de despedida da equipe de saúde de Sergipe à bebê que perdeu sua mãe que era catarinense

0
464

Fiquei sabendo da história através de uma amiga da cidade de Navegantes/SC e fui buscar as informações.

Difícil não se emocionar ao ler os trechos da carta que a equipe do Hospital da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), de Aracaju (SE) fez ao entregar a menina de três meses para retornar a sua família em Navegantes SC.

A menina perdeu sua mãe depois de 42 dias que nasceu. Seus pais estavam em viagem, seu pai é caminhoneiro, a mãe sentiu as dores do parto e foi levada à maternidade e submetida a uma cesariana.

Nascida prematura, às 32 semanas e dois dias, a bebê foi direto para a unidade de terapia intensiva neonatal (Utin), onde ficou recebendo os cuidados médicos e maternos, enquanto o pai voltou ao trabalho. Mas, dias após dar à luz, a mãe teve problemas cardíacos e foi levada em estado grave para a Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), também na capital sergipana, onde morreu no dia 17 de março aos 25 anos.

O nome da bebê foi dado pela mãe antes de ser transferida. A menina saiu do hospital nesta sexta-feira deixando saudades nos profissionais de saúde que cuidaram dela durante os quase três meses de internação.

Sob escolta de policiais do Grupo Especial Tático de Motos (Getam). Partiu de avião para o Aeroporto Internacional de Navegantes (SC), onde segue sob acompanhamento médico para casa, onde já está no seio da família.

Avião que partiu da Aracaju com a bebê para SC — Foto: Rafael Carvalho/TV Sergipe

Segue alguns trechos da emocionante carta

“Você nasceu ainda bem pequenininha. Eram você e a mamãe. A sua mãe corajosa e cheia de amor por você. E a gente, ‘titios e titias’, que não temos o mesmo sangue, mas crescemos e aprendemos com vocês. No começo, as titias entravam na UTIn junto com a mamãe para ela te visitar, mas logo ela já vinha sozinha e queria ficar o máximo de tempo com você. E todos os dias, mais de uma vez por dia, ela vinha ficar. Te dar carinho e amor, cuidar de você. E assim ela fez todos os dias, até o dia que não pôde mais. O dia que ela começou a cuidar de você e te amar sem você poder a ver, ou sentir o seu toque de carinho, ou o cheirinho dela. Mas ela segue te cuidando de outro jeito. E continuará”, diz um trecho da carta.

(…)

Você ainda estava na barriga de sua mãe quando viajava junto com papai e chegou a hora de você nascer. Mas estava longe de casa. Então você e a mamãe ficaram com a gente e fizeram desse cantinho a casa de vocês até hoje.

(…)

Hoje você vai voar. Vai lá bem alto. Perto do céu. Vai voar bem rápido para ir para casa. Conhecer sua casa, onde papai e mamãe sonharam sua chegada. Onde vai crescer, conhecer sua família e novos amiguinhos.

(…)

Seja feliz, pequena!!! Viva todo o Amor e proteção com que papai e sua família estão te esperando. Esteja sempre sob a proteção de Deus e de sua corajosa e amorosa mamãe, que pra você guardou o amor que sempre quis mostrar, que nela viveu, sonhou, sorriu, esquentou, coloriu… Leve com você beijos e abraços cheiros de carinho dos ‘titios e titias’ desse cantinho temporário”.

Informações: G1

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here