Projeto justiceiras impende violência contra uma mulher da Serra Catarinense

0
364

O Projeto as Justiceiras veio para dar apoio às mulheres e acolhê-las e fazer com que se sintam seguras ao denunciar o agressor. São mulheres espalhadas por diversas cidades do Brasil e de diferentes áreas que se uniram para doar seu tempo por ruma boa causa.

Contando com voluntárias também em Santa Catarina, essas voluntarias que evitaram que algo mais grave ocorresse a uma vítima, no mês passado, em um pequeno município na Serra Catarinense, perto da cidade de São Joaquim.

A Vítima

A mulher, mãe de um filho pequeno, foi proibida de sair de casa por seu companheiro. Ela usou o WhatsApp do projeto para pedir socorro.

Quando a polícia chegou, não houve flagrante. Eles contataram a vítima, que, em depoimento, acabou não confirmando a denúncia. A delegada afirma, no entanto, que haviam sinais de agressão. Ela provavelmente estava com medo de formalizar a denúncia.

A vítima recebeu ajuda da polícia e retornou para sua cidade de origem. Ela também está recebendo apoio psicológica do Justiceiras.

Como funciona

A vítima entra em contato pelo número do Whatsapp divulgado nas redes sociais e preenche um cadastro. Quando a violência está em andamento, o atendimento é feito na hora, como ocorreu com a vítima da Serra Catarinense.

Mais de 1,5 mil voluntárias fazem parte do projeto no Brasil. São Paulo é o estado com mais chamados e já atendeu mais de 400 vítimas.

Em Santa Catarina

As voluntárias atenderam até ontem (3) oito mulheres em situação de violência. As mulheres atendidas são jovens, com idades entre 25 e 33 anos. Informações: ND notícias

Saiba como pedir ajuda

Whatsapp: (11) 99639-1212
Site: www.justicadesaia.com.br

 

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
PREFEITURA TOPO 05-06

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here