Região da Amures decide pelo não retorno das aulas presenciais

0
218

A rede municipal de ensino não retornará neste ano.Um dia após as Secretarias de Estado da Saúde e de Educação publicarem a portaria nº 778 que regulamenta o retorno às atividades presenciais nas escolas públicas e privadas em Santa Catarina, os prefeitos da Amures decidiram por unanimidade na tarde desta quarta-feira (07), manter as medidas de restrições e combate à Covid-19 e manter as aulas essencialmente na forma não presencial nos 18 municípios da Serra Catarinense.

A assembleia dos prefeitos por videoconferência, contou com participação dos Secretários Municipais de Educação, que também se posicionaram contrários ao retorno das aulas presencias. O coordenador do Programa Educação Municipal do Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense – Cisama, Carlos Moreira, relacionou aos prefeitos inúmeras justificativas para a não retomada, com base em dados coletados junto aos municípios e familiares de alunos. Como compra de equipamentos de proteção individual – (EPIs) e por estar próximo encerramento do ano letivo e o risco de novas contaminações pelo aumento de circulação de pessoas, uma vez que as crianças são, em geral, assintomáticas.

Município de Lages ainda está em definição sobre o retorno das aulas presenciais na rede particular

Apesar de todos os prefeitos da região da Amures decidirem por unanimidade pelo não retorno das aulas em 2020, a Prefeitura de Lages ainda realizará alguns encaminhamentos para definir a melhor escolha para a rede privada (particular), com planejamento para que este retorno aconteça da forma mais segura possível. A rede municipal de ensino não retornará neste ano de forma presencial.

Seguindo as normas da Portaria 750 de 25 de setembro do Governo do Estado, foi formado um Comitê Municipal, com acompanhamento do Ministério Público, para o gerenciamento da pandemia do novo Coronavírus e os impactos na educação. Já foi realizada a primeira reunião no dia 1° de outubro, e uma próxima está marcada para o dia 14 deste mês.

Na primeira reunião foram definidas algumas linhas de trabalho, considerando que o Município precisará criar suas próprias diretrizes para o retorno das aulas presenciais, de acordo a realidade local. Cada unidade escolar também deverá estabelecer uma comissão para gerenciamento desta questão, com regras sanitárias conforme cada escola.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here