COVID-19: A experiência de perder o olfato e o paladar

0
946

Os sintomas do COVID mais bizarro até agora foi perder o olfato e o paladar, eu sinto o azedo, doce, salgado e amargo, mas não sinto o gosto e muito menos distinguir o que é. Por exemplo, você chupa uma laranja, enxerga que é uma Laranja, mas não tem gosto de Laranja, você só sente o açúcar e o azedo, uma experiência surreal.

Quanto ao olfato, consegue ser tão bizarro quanto, pois você sabe que a caixa dos gatos precisa ser limpa, você olha e espera um cheiro insuportável e no final nada sente, o cheiro desapareceu.

O Perigo

Na minha opinião dois sintomas que parecem ser simples, mas que pode refletir em algo perigoso, como o gás de cozinha estar vazando, você não terá nem ideia de que ele está vazando, ou então ingerir comida estragada e nem sentir que ela está estragada, ontem mesmo tive que congelar um queijo de minas, porque não consegui sentir o seu gosto, então optei por não comer e congelei para que depois que isso tudo passar eu possa ver se ele está para consumo ou não, confesso que chega a ser frustante ou assustador.

Os especialistas

Os especialistas suspeitam que isso ocorre porque o vírus afeta as células nervosas diretamente envolvidas com a sensação de cheiro e paladar, e esses especialistas dizem que em um prazo de 10 dias a tendência é voltar ao normal, claro que fui fazer algumas pesquisas e descobri que alguns pacientes não recuperaram ainda nem o olfato e nem o paladar depois de meses, mas tenho fé que isso não ocorrerá comigo e nem minha família, já que a porcentagem é baixa de isso ocorrer.

Curiosidade de pegar no tranco

Para quem perdeu o olfato e o paladar devido o COVID, esses especialistas recomendam um exercício que pode ajudar a fazer com que os sentidos voltem, especialmente nos casos de quem já tem esse sintoma por semanas. A sugestão é pegar alguns elementos da sua casa que você sabe qual é o cheiro como alimentos, um sabonete, uma planta… e durante cerca de dez minutos do dia tentar inspirar e ver se você consegue sentir o cheiro deles.

Os médicos explicam que esse teste é como fazer um carro descer ladeira abaixo na tentativa de pegar no tranco. É um exercício para ativar os receptores do olfato e a conexão deles com o cérebro no objetivo de fazer com que funcionem.

Sempre achei que meu cérebro era anormal, agora preciso fazer ele pegar tranco? Bora empurrar na biela.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here