Presidente da Câmara de Lages apresenta o modelo de gestão e pretende economizar R$ 4.5 milhões em 2021

0
182

Na última quarta-feira (dia 10), a presidência da Câmara de Lages, o vereador Gerson, promoveu algumas reuniões para apresentar o modelo de gestão implementado no Poder Legislativo Lageano em 2021, à imprensa.

De acordo com o presidente Gerson Omar dos Santos (PSD), a iniciativa de chamar a imprensa visa proporcionar uma boa convivência com os comunicadores e uma troca franca de ideias, até pelo conhecimento que trazem sobre a realidade do município. Ele ressaltou a relevância que a imprensa tem: “A imprensa permite a nossa aproximação com a comunidade, é fundamental para que a informação chegue à população”, disse. Assim que a pandemia do Coronavírus estiver mais flexível em Lages, a ideia de Gerson é fazer um credenciamento dos interessados para que haja um contato mais direto destes com os vereadores e os espaços de funcionamento do Poder Legislativo.

Transparência

O modelo de gestão adotado pela atual administração da Câmara de Lages atende a quatro eixos: transparência, eficiência, atuação participativa e austeridade fiscal. Segundo o presidente, quanto mais transparente o Poder for, maior será a confiança dos munícipes. Isso se dará, segundo Gerson, com a ampla publicação dos atos, a implantação de um sistema de ouvidoria eficiente e maior acessibilidade no site da Câmara e no Portal da Transparência. A prestação de contas de 2021 será atualizada mensalmente e com destaque na página inicial do site do Poder Legislativo Lageano e a seção “Vereadores” trará, além das informações básicas, atividade parlamentar e contatos dos edis, uma relação dos gastos por gabinetes.

Certificação do ISO 9001 

Outra das metas propostas para o ano na Câmara é obter a certificação ISO 9001, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). E atualmente somente a Câmara de Joinville tem o ISO 9001 em SC.

Também foi abordada a reabertura do Espaço Cultural Malinverni Filho, localizado na entrada da Câmara de Vereadores, e que possibilita que os artistas locais apresentem seus trabalhos à população lageana. Segundo o presidente, a exposição SulReal, do artista Marcos Narciso Agostini, teve uma boa repercussão e muitos artistas procuraram o Legislativo para também fazer uso deste espaço. Um credenciamento já começou a ser feito e novas exposições devem acontecer quinzenalmente.

Câmara de Vereadores pretende economizar R$ 4.5 milhões em 2021

O presidente do Legislativo Lageano também apresentou um balanço financeiro da instituição referente aos últimos três anos e as metas para 2021. O valor orçado à Câmara é de R$ 13.5 milhões, sendo que o repasse efetivo da Prefeitura deve ficar em R$ 10.2 mi e as despesas estimadas em R$ 9 mi (em torno de R$ 750 mil/mês). Isso possibilita a devolução aos cofres do município de R$ 1.2 milhão, contando o valor orçado, a economia real do Legislativo é estimada em R$ 4.5 milhões neste ano, R$ 1.145.461,00 a mais de economia em comparação ao ano de 2020.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here