COVID-19: Clínica Médica de Lages deverá pagar R$ 32 mil de indenização por furar a fila de vacinação

0
643

Uma clínica médica de Lages denunciada por furar a fila da vacinação contra a Covid-19 se comprometeu a pagar R$ 32 mil de indenização. A clínica médica de radiologia enviou lista à secretaria municipal de Saúde com nomes de funcionários que não prestavam atendimentos a pacientes com Covid-19.

Com o acordo firmado com o MPSC (Ministério Público de Santa Catarina), além de pagar a indenização de R$ 32 mil no prazo máximo de 30 dias, a clínica não pode voltar a descumprir os critérios prioritários de vacinação, sob pena de multa.

O MPSC apurou em inquérito civil que a clínica obteve a antecipação da imunização de oito funcionários que não estavam dentro da ordem estabelecida pelos Planos Nacional e Estadual de Vacinação em pelo menos um mês, ao inserir profissionais que não prestavam atendimento a pacientes com Covid-19 em lista enviada à Secretaria Municipal de Saúde de Lages.

Conforme a investigação da Promotoria de Justiça, o estabelecimento recebeu uma solicitação da Secretaria de Saúde para que enviasse uma lista com os profissionais da clínica que atuam diretamente com pacientes com Covid-19 e uma segunda lista com os demais trabalhadores, que não têm contato com pacientes infectados pelo vírus.

Essa é uma das 208 investigações de fura-fila do MPSC em andamento ou já encerradas no estado.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here