Você sabe o que é o “melzinho do amor”

1
340

Considerado uma febre entre os jovens e definido como um estimulante sexual, o produto é anunciado como 100% natural e promete “milagres” após o consumo, mas não divulga sua composição.

Em maio deste ano, sua venda foi proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em todo Brasil. E agora virou alvo de investigação do Ministério Público de Santa Catarina,

A substância não se enquadra como alimento registrado ou isento de registro. Em nota, a Anvisa afirmou ainda que também não sabe qual é a composição do produto. A produção, venda, publicidade e comercialização do “melzinho do amor” estão proibidas pela Anvisa desde maio no país.

O alerta é que esses produtos podem conter sildenafil, substância contida em medicamentos para tratar disfunção erétil, e que o risco é maior porque as quantidades são desconhecidas. A bula do Viagra orienta que o consumo máximo seja de um comprimido por dia. No caso do produto, não há dosagem máxima indicada.

Ou seja, cuidado com as “misturebas”, o que pode ser inofensivo, poderá trazer consequências e é crime para quem vende.

O Procon/SC também notificou cinco plataformas de e-commerce, e que façam a retirada dos anúncios do “melzinho do amor”. O descumprimento da decisão pode gerar responsabilização administrativa e multa.

Informações: G1/SC

 

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here