Membros da CPI estiveram no terreno onde seria instalada a Sinotruk, esperamos que chamem quem ganhou a licitação em 2016

0
737

Após as deliberações da reunião realizada na tarde desta sexta-feira (25), os vereadores Jair Júnior (Podemos), Nei Casa Nossa (PSL) e Katsumi Yamaguchi (Progressistas) se deslocaram juntamente com a presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), vereadora Profª Elaine Moraes (Cidadania), até o terreno objeto das investigações, localizado às margens da BR-282, próximo ao distrito de Índios.

Acompanhados da assessoria de imprensa da Casa Legislativa, a comissão fez registros em vídeos e fotos de tudo o que pode contribuir para sanar dúvidas e esclarecer os fatos.  O objetivo da visita é preparar os questionamentos de forma coerente e imparcial, tendo em vista que no dia 1º de julho acontecem as primeiras oitivas, a partir das 17h, no Plenário Nereu Ramos da Câmara.

Já estão devidamente intimados na forma legal prevista nas prerrogativas da CPI, os senhores José Maria da Silva Pires, conhecido como “Cowboy”, e Adroaldo Tadeu Gonzatto.

 Esclarecendo as dúvidas

Seria bem interessante chamar o empresário ou o representante do Grupo Koch de Florianópolis, já que o Grupo investiu e ganhou a licitação no final de 2016 (Um dos últimos atos do prefeito ELIZEU), para implantar o Lages Business Park no local. Mas, acredito que a competente CPI já deve estar sabendo o que houve e isso deve estar em pauta, pois na época (2017) a população ficou sem entender direito o que aconteceu, sendo que o procurador de Lages na época era Agnelo Miranda, que pasmem, hoje está fazendo parte da comissão da CPI, que acabou não indo até o terreno na “visitação da CPI” por estar com problemas de saúde.

Lugar estratégico 

Localizado às margens da BR282, na área que seria destinada para a implantação da Sinotruk. O Grupo Koch, buscou estrategicamente a cidade de Lages para implantar um dos mais modernos parques industriais que permitiria que Lages crescesse de maneira mais acelerada, com geração de renda e emprego. O Business Park seria uma realidade para nossa cidade, ajudando na economia, pois iria gerar mais de mil empregos diretos e indiretos, com mais de 345 empresas, dessas 30% eram da prefeitura.

Compartilhar a matéria
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here