Início Site

Com mais de 300 peças, “Yard Sale” na Praia Brava tem peças de decoração com descontos de até 70%

Em nova edição, a loja Casas com Alma, no BravaMall na Praia Brava de Itajaí, SC, realiza até o dia 31 de julho o tradicional ‘Yard Sale’, com mais de 300 itens de decoração, mobiliário, louças e peças de roupas com descontos de 30% a 70%.

Entre as opções estão as Cadeiras Estaleiro, idealizadas pela Casas com Alma. São unidades, em diversas cores, com os assentos e encostos produzidos em palha natural e com o desconto de 50% que podem ser adquiridas por R$1.435,00 cada. Pendentes também estão com descontos de até 30%, a exemplo dos modelos Surabaia e Surya, em fibra rattan, importados da Indonésia. Os preços partem de R$1.693,80.

Outro destaque é a edição de louças Ryo, exclusiva da loja. Feitas em porcelana e com desenhos manuais, são pratos de sobremesa, rasos e fundos com descontos de 50%. A faixa de preço, já no valor promocional, é de R$39,15 até 45,20. Cerâmicas do LuLi Ateliê, de São Paulo, também estão com 50% de desconto, a exemplo das peças nas cores cobalto. O bowl está por R$96,75, o copo tubo expresso por R$39,00 e a xícara palito R$51,00.

Com a verdadeira essência da Praia Brava, opções também são as peças de roupas 100% linho da marca Casas com Alma. Exemplo é o chemise em tom verde limão com 50% de desconto, por R$ 626,21. Outras peças, como calças e tops, estão com desconto de até 70%. Já para se aquecer neste inverno, a loja dispõe de chales importados do Uruguai, feitos 100% em lã natural, a exemplo do chale lima com azul, com 70% e à venda por R$937,14.

Fundada por Lica Paludo em sociedade com Miriam Almeida, ambas renomadas empresárias e Miriam especialista do ramo de decoração e design de alto padrão, a Casas Com Alma é uma home decor que se diferencia por apresentar peças diferenciadas e que resgatam memórias afetivas.

Compartilhar a matéria

Peeling de Fenol, saiba tudo sobre esse procedimento

Recentemente o procedimento de peeling de fenol, ganhou a mídia nacional por ter ocorrido a morte de um paciente.

Com isso a Anvisa proibiu a venda dos ativos para a realização do Peeling de Fenol, em virtude de ocorrências de efeitos adversos por má técnica realizada por pessoas não médicas, culminando com cicatrizes deformantes, queimaduras graves e até mesmo óbito, ou seja, a Anvisa acaba punindo até mesmo os bons profissionais devido à falta de fiscalização adequada.

Busquei informações para poder entender mais sobre esse procedimento. Conversei com a médica dermatologista e professora Simone Ramos, formada há 33 anos e que prontamente fez alguns esclarecimentos importantes.

A Dra. Simone, antes de tudo deixa claro que esse procedimento só pode ser feito por um médico capacitado “O médico dermatologista especialista (CRM e RQE) e treinado para realizar tal procedimento, que deve ser preferencialmente realizado sob sedação e quando na face toda, em centro cirúrgico, com técnica adequada devido à toxicidade do componente ativo e às possíveis complicações no pós-peeling”.

O que é peeling de fenol

Os peelings promovem esfoliação cutânea e posterior renovação celular, sendo um recurso para melhorar a qualidade da pele. Dentre estes há o peeling de Fenol, que é um peeling químico um procedimento estético. Esse tratamento é projetado para eliminar camadas danificadas da pele, estimulando a regeneração celular e resultando em uma aparência mais jovem e saudável.

O procedimento é conhecido por penetrar profundamente na pele, chegando até a camada dérmica. Essa profundidade permite que ele trate rugas profundas, cicatrizes de acne e manchas escuras de forma eficaz.

Portanto, a ação do ácido fenol estimula a produção de colágeno e elastina, duas proteínas essenciais para a firmeza e elasticidade da pele. Os resultados podem ser impressionantes, proporcionando uma aparência mais jovem e revitalizada.

Procedimento e recuperação

Dr Simone ainda salienta que o procedimento demora de acordo com a área a ser tratada. “Cada área é tratada em intervalos espaçados de no mínimo 15 minutos entre cada uma. No tempo de procedimento deve contar também o tempo para realizar a sedação do paciente, o preparo da região a ser aplicado o ácido, o curativo final e o paciente sair do estado de sedação. Para um rosto todo, cerca de 2 a 3h00, ou mais.

“E a recuperação é demorada, pois a cicatrização ocorre a partir dos folículos pilosebaceos e glândulas sudoríparas e levando em conta que toda a derme foi atingida, a recuperação leva de 10 a 30 dias, dependendo da área tratada” explica Dr. Simone.

Contraindicações

O Peeling de fenol não é indicado para pacientes grávidas, lactantes e nem pacientes que tenham doenças hepáticas, renais, cardíacas ou alérgicas, contraindicado também a doenças do colágeno, imunossupressão, ou distúrbio psiquiátrico.

Dra. Simone Teixeira da Silva Ramos

Formada há 33 anos, Pela Universidade Estadual do Pará UEPA
Residência médica em clínica médica e nefrologia no Hospital dO Servidor Público Estadual de São Paulo( HSPESP- IAMSP) 1994 HSEP;
Especialização em dermatologia na Santa casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, serviço do professor Azulay. 1997;
Especialização em nutrologia pela ABRAN sociedade Brasileira de nutrologia médica- 2014;
Especialização em laser genital feminino desde – 2015;
Pós-graduação pela Universidade de Buenos Aires em longevidade saudável e qualidade de vida – 2019;
Especialização em ozônio terapia médica Pela SOBOM Sociedade Brasileira de ozônio terapia médica – 2020;
Pós-graduação em medicina Integrativa pela Fapes – 2024;
Atualmente professora de dermatologia na Uniplac no curso curso de medicina;
E faz parte do board de professores do curso de longevidade saudável e qualidade de vida, pela universidade de Buenos Aires

 

Compartilhar a matéria

Floripa Airport conquista Prêmio Aeroportos Sustentáveis da ANAC

O Aeroporto de Florianópolis conquistou o primeiro lugar no Prêmio Aeroportos Sustentáveis, um reconhecimento feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que avalia e classifica os aeroportos por suas iniciativas proativas ligadas à sustentabilidade na aviação. O terminal de Florianópolis foi o mais bem avaliado na categoria até 5 milhões de passageiros, em segundo lugar ficou o aeroporto de Vitória.

Os dois aeroportos administrados pela Zurich Airport Brasil repetiram as posições conquistadas na última edição do prêmio. O Prêmio Aeroportos Sustentáveis reconhece os operadores aéreos e aeroportuários que implementaram as melhores práticas de sustentabilidade, de acordo com a aderência de suas iniciativas aos critérios estabelecidos pela ANAC. O programa Aviação Sustentável não tem caráter regulatório e conta com a adesão voluntária dos participantes. O CEO da Zurich Airport Brasil, Ricardo Gesse, esteve em Brasília nesta semana e recebeu os certificados do Diretor-presidente da ANAC, Tiago Pereira.

Entre os sete itens avaliados estão quatro temas centrais desenvolvidos pela Área de Sustentabilidade da Zurich Airport Brasil: gestão de energia, hídrica, de resíduos e da qualidade do ar. Um dos destaques no Aeroporto de Florianópolis, é o alto índice de desvio de aterro de resíduos produzidos no terminal de aterro, atualmente 82% são encaminhados para reciclagem, compostagem e coprocessamento. Para contribuir ainda mais com a descarbonização da indústria da aviação a Zurich Airport Brasil investiu R$ 13 milhões para instalar no Aeroporto de Florianópolis o sistema que fornece energia elétrica de fontes renováveis para as aeronaves em solo.

Os equipamentos garantem que a parte elétrica e o ar-condicionado dos aviões funcionem apenas com a energia fornecida pelo aeroporto – adquirida no Mercado Livre de Energia e certificada com o I-REC (Certificado Internacional de Energia Renovável), por meio de um sistema instalado nas dez pontes de embarque. Desde a implantação do sistema, em março deste ano, deixaram de ser emitidas 819 toneladas de CO².

Compartilhar a matéria

Lages: Diretor do Cisama relata as demandas e os desafios da Usina de Asfalto

O diretor executivo do Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense (Cisama), Selênio Sartori, foi o convidado da reunião da diretoria da Associação Empresarial de Lages realizada nesta segunda-feira, 15 de julho, quando relatou aos empresários as demandas e os desafios da Usina de Asfalto.

O projeto, com orçamento de aproximadamente R$ 9 milhões, foi financiado pelo programa SC+Asfalto do Governo de Santa Catarina e atende os 18 municípios da Amures. Na reunião, Sartori explicou que a Usina de Asfalto tem capacidade de produção de 120 toneladas/hora de massa asfáltica, com um custo de R$ 457,48 a tonelada de massa asfáltica e de R$ 484,60 se for aplicada.

Para o Cisama poder fornecer aos municípios é preciso ter projeto de engenharia e disponibilidade de recursos financeiros, “tendo o projeto, o município faz um processo de dispensa de licitação para o consórcio fornecer a massa asfáltica. Nosso produto é de qualidade e proporciona economia aos municípios”, destacou. As prefeituras de Lages e de Otacílio Costa já assinaram contrato com o Cisama e outros municípios, como Anita Garibaldi, Bocaina do Sul, São Joaquim estão sendo elaborados convênios para utilização da massa asfáltica.

Compartilhar a matéria

Predomínio de sol no final de semana em SC

Sexta-feira (19/07):

Tempo: sol e poucas nuvens em SC.

Temperatura: em rápida elevação durante o dia.

Vento: nordeste, fraco a moderado.

 Sistema: massa de ar seco (alta pressão) no centro-sul do Brasil.

Sábado e domingo (20 e 21/07):

Tempo: permanece com sol e algumas nuvens em SC. Nevoeiros isolados na madrugada e amanhecer.

Temperatura: amena na madrugada, com mínimas em torno de 7 °C a 10 °C. Em rápida elevação durante o dia, com máximas entre 24 °C e 27°C (mais elevada no oeste).

Vento: nordeste a norte, fraco a moderado, com rajadas no litoral.

Sistema: massa de ar seco (alta pressão) no centro-sul do Brasil.

Segunda e terça-feira (22 e 23/07):

Tempo: permanece com sol em SC. Na segunda-feira, mais nuvens no litoral, devido à passagem rápida de uma frente fria, sem provocar chuva no estado.

Temperatura: amena na madrugada e mais elevada durante o dia, com máximas acima de 25°C.

Vento: nordeste, fraco a moderado com rajadas no litoral. Nesta região, virada rápida para sul na segunda-feira.

Compartilhar a matéria

Mais um dia gelado em São Joaquim e na Serra Catarinense

O município de São Joaquim, na Serra Catarinense, amanheceu com mais uma grande geada nesta quinta-feira, 18 de julho. Após um período de chuvas, o sol apareceu, trazendo um amanhecer congelante e uma paisagem típica de inverno.

Segundo Ronaldo Coutinho, engenheiro agrônomo da Climaterra de São Joaquim, as temperaturas mínimas registradas foram abaixo de zero. Em Bom Jardim da Serra, os termômetros marcaram -3,9°C. Já em São Joaquim, na estação do INMET/PMSJ, a mínima foi de -2,0°C. Em Painel, o registro foi de -1,7°C, enquanto em Urupema, monitorado pela Epagri, a temperatura chegou a -1,4°C. Em Urubici, também sob monitoramento da Epagri, a mínima foi de 0,0°C.

Com essas temperaturas, uma bela geada se formou na região. No centro de São Joaquim, o gelo cobria casas, carros e a vegetação, transformando a paisagem urbana em um cenário digno de cartão postal. No Vale do Caminhos da Neve, a vista era igualmente deslumbrante, com a vegetação recoberta por uma fina camada de gelo que refletia a luz do sol, criando um efeito visual deslumbrante.

Wagner Urbano

Compartilhar a matéria

Abertura de empresas cresce 12,5% no segundo trimestre de 2024 em Santa Catarina

Com 63.416 novos negócios ativos no segundo trimestre de 2024, Santa Catarina registrou um crescimento de 12,55% no número de empresas abertas no estado. A comparação é com o segundo trimestre de 2023, quando foram registradas 56.343.

“Esse aumento de 12,55% evidencia o contínuo crescimento de Santa Catarina no cenário empreendedor brasileiro”, afirma a vice-presidente da Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc), Fabiana Everling.

A Junta Comercial do Estado de Santa Catarina levanta trimestralmente os principais indicadores de abertura e fechamento de empresas em Santa Catarina para monitorar como está a evolução do setor.

A JUCESC, ou Junta Comercial do Estado de Santa Catarina, é um órgão importante para quem deseja abrir ou manter um negócio em Santa Catarina. Ela é responsável por registrar e dar publicidade a diversos atos relacionados às empresas do estado, como: constituição, alterações e extinção de empresas; isso inclui empresários individuais, sociedades limitadas, sociedades anônimas, cooperativas e outras formas de organização empresarial.

 

Compartilhar a matéria

Jorginho Mello sanciona Projeto de Lei que prevê multa por porte e uso de drogas em locais públicos de Santa Catarina

O governador Jorginho Mello sancionou nesta terça-feira, 16, o Projeto de Lei 475/2021 que institui a cobrança de multa pelo porte e uso de entorpecentes em ambientes públicos em Santa Catarina. O texto é de autoria do deputado estadual Jessé Lopes e foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), no começo do mês.

“Essa sanção significa proteção à família. Que a sociedade possa ficar cada vez mais longe de droga e algo que destrua a família. Nós defendemos a vida, a saúde das pessoas e a integridade. Por isso que quem portar droga, entorpecentes em Santa Catarina será multado”, afirmou o governador Jorginho Mello.

A multa, estipulada em um salário mínimo, será aplicada a quem for autuado por portar ou consumir drogas ilícitas em espaço aberto ou fechado nas proximidades de órgão, instituição ou construção pública, incluindo vias públicas e parques. Do total arrecadado com as multas, 50% dos recursos serão aplicados no Fundo Estadual para Melhoria da Segurança Pública, 25% ao Fundo Estadual Antidrogas e 25% para o Fundo Estadual da Saúde.

 

 

Compartilhar a matéria

VEM AÍ O 12º FESTIVAL INTERNACIONAL MÚSICA NA SERRA

De 23 a 27 de julho, Lages se transforma na capital da Música Clássica

Com o objetivo de promover a Cultura na Serra Catarinense e direção artística do Maestro Jean Reis, acontece de 23 a 27 de julho, a 12ª edição do Festival Internacional Música na Serra. “É com muita alegria que novamente receberemos artistas de renome nacional e internacional em concertos gratuitos, no auditório do Colégio Bom Jesus, às 20 horas.

Sempre é bom ressaltar que além dos concertos, o evento tem seu viés pedagógico através das Master Classes, oferecidas a estudantes de música. “Recebemos durante o período do festival estudantes de toda a parte do Brasil, que vem em busca de uma oportunidade única de aperfeiçoar seus conhecimentos com professores de altíssimo gabarito. Essa experiência ímpar acontece através das Master Classes realizadas no período da tarde”, explica o maestro.

Segundo Edite Moraes, gerente executiva do Instituto José Paschoal Baggio, realizador do evento, o Festival Internacional Música na Serra chega a sua 12ª edição descentralizando a música clássica em nossa região. “Lages pode conferir durante esses dias concertos que só seriam vistos nas grandes capitais do país, e isso além de ser um lazer para toda a família, diversifica e agrega a cultura da nossa comunidade”.

Além disso, há 12 anos o evento fomenta o turismo e desenvolvimento econômico de Lages. “Temos o fato cultural, mas o festival traz visitantes de outras cidades que vem prestigiar os concertos, como também músicos e estudantes de música vindos de várias partes do Brasil, e que ficam na cidade durante todo o período do evento”, ressalta Isabel Baggio, diretora institucional do IJPB.

O diretor artístico Maestro Jean Reis deixa seu convite: “Convidamos toda Lages e região para que prestigie esse grandioso espetáculo que é o Musica na Serra. Os concertos iniciam no dia 23 de julho, próxima terça-feira, com a apresentação maravilhosa do grupo Senna6”.

CONCERTO DE ABERTURA

O concerto de abertura do 12º Festival Internacional Música na Serra, contará com o grupo Senna6, que vem à Lages pela primeira vez, com uma formação que agrega instrumentos representativos tanto no âmbito de concerto quanto na música popular e que raramente são vistos em conjunto.

O Senna6 é formado por Felipe Senna (piano), Renan Dias Mendes (flauta), Douglas Braga (saxofones), Diogo Maia (clarinete e clarone), Bruno Lourensetto (trompete) e Ricardo Camargo (eufônio).

O repertório do espetáculo “Musicotrópole”, reúne obras de Felipe Senna, além de obras sinfônicas, também autorais, rearranjadas para o grupo. As influências são de diversos movimentos musicais populares surgidos em mais de um século em nossa cultura, na sua espontaneidade e improvisação.

Tudo isso, misturado à educação musical formal (nos moldes europeus) e a contribuição de cada integrante, faz do espetáculo um cruzamento entre diversas linguagens: brasileiras, sinfônicas, camerísticas e contemporâneas.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DOS CONCERTOS NO TEATRO DO COLÉGIO BOM JESUS – às 20H

23/07 (Terça-feira) CONCERTO DE ABERTURA – Grupo SENNA 6 – Espetáculo “Musicotrópole”

24/07 (Quarta-feira) Concerto PROFESSORES DO FESTIVAL

25/07 (Quinta-feira) Concerto com a ORQUESTRA ACADÊMICA regida pelo Maestro André Sanches ; CAMERISTAS ACADÊMICOS coordenados pelos professores do festival e Espetáculo de dança NUTCRACKER com os bailarinos do Centro de Danças Movere, dirigido por Mayra Ceron

26/07 (Sexta-feira) Grandiosa NOITE CANTATE com apresentações do Coro Infanto-Juvenil sob regência da maestrina Regina Kinjo ; do Coro Adulto regido pela maestrina Flávia Bombonatto e Classe de Canto coordenada por Francisco Campos

27/07 (Sábado) CONCERTO DE ENCERRAMENTO Orquestra Sinfônica do Festival regida pelo Maestro Jean Reis e tendo como solistas convidados, Danilo Mezzadri e Felipe Coelho.

 

MAIS INFORMAÇÕES NO SITE www.musicanaserra.com.br

SERVIÇO:

Festival Internacional Música na Serra
Data: 23 a 27 de julho
Local: Auditório do Colégio Bom Jesus
Horário: às 20h
Entrada Gratuita

Compartilhar a matéria

Previsão indica tempo seco nos próximos dias em SC

Após dias de precipitação intensa, a chuva finalmente dará uma trégua para os catarinenses A expectativa é de que esta terça-feira (16) tenha tempo firme, ao longo do dia, e que a temperatura volte a subir a partir da quarta-feira (17).

Segundo a SDC (Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil), um sistema de alta pressão atmosférica fará o Sol predominar, principalmente, no período da tarde em todo estado.

A estabilidade deve se estender, pelo menos, até o fim da semana. As temperaturas devem ficar na casa dos 20°C. A terça-feira começou em 15ºC, mas com sensação térmica de 17ºC.

Segunda quinzena de julho terá chuvas abaixo da média

Conforme previsão da MetSul Meteorologia, haverá uma baixa nas frentes frias, com temperaturas acima da média em grande parte do Centro-Sul do país, durante a segunda quinzena de julho.

As temperaturas serão mais amenas durante o dia, com tendência de frio na parte da noite, por ser uma época do ano com noites mais longas.

 

Compartilhar a matéria