TORTEN
BM3
 
TOPO PREFEITURA LOGO
Início Site

Associação Cultural Nipo-Brasileira de Lages lançam oficialmente o I Lages Matsuri

0

Evento será executado pela Fundação Cultural de Lages (FCL) e a Associação que reúne os descendentes de japoneses na cidade, e marcará os 110 anos de imigração japonesa no Brasil

O prefeito Antonio Ceron recebeu na tarde desta quinta-feira (19 de abril), em seu gabinete, a diretoria da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Lages (ACNBL) para formalizar o lançamento do I Lages Matsuri. O Lages Matsuri será no dia 21 de julho no Parque Jonas Ramos (Tanque), e comemorará os 110 anos de imigração japonesa no Brasil. Lages será uma das poucas cidades em Santa Catarina a realizar uma ação para registrar a data.

A programação do Lages Matsuri terá a abertura oficial às 10h do dia 21 de julho e se estenderá até as 19h. Durante o dia, oficinas de mangá (desenho), origami (dobradura em papel), shows de taiko(tambor japonês), mostras de artes marciais e tendas gastronômicas ocuparão todo o espaço do Tanque. Uma surpresa está programada para o encerramento.

 

R$ 20 milhões para Serra do Rio do Rastro

0

Foi aprovado o projeto de adequabilidade das obras de prevenção da Serra do Rio do Rastro. Outro projeto que poderá ser trabalhado é a canalização do Rio Passo Fundo

 

Pois a boa notícia foi dada pelo coordenador do Departamento de Prevenção e Preparação da Defesa Civil Nacional, Hampel Vieira, que está em Lages nesta quinta-feira e destacou que foi aprovado o projeto de adequabilidade das obras de prevenção da Serra do Rio do Rastro. Hampel está visitando algumas cidades de SC, tratando de projetos junto às prefeituras.

Canalização do Passo Fundo

Outra notícia importante que o coordenador vai tratar com o prefeito Antonio Ceron, é sobre a canalização do Riacho Passo Fundo, onde tem dezenas de residências sobre o leito do rio e as famílias insistem em não sair, mesmo tendo suas casas alagadas.
“Uma boa parte do riacho poderia ser canalizada, e desta maneira as residências não precisariam ser removidas e, por consequência, evitaria outro problema que seria a realocação”, explicou.

#BM3 Comunicação Criativa

 

Dia Nacional do Livro Infantil em Lages

0

O dia 18 de abril (quarta-feira) em Lages foi tomado pela leitura de livros infantis e teatro na praça. O Largo da Cultura na Fundação Cultural de Lages (FCL) às 10h e 14h recebeu cerca de 200 alunos na rede municipal de ensino. Crianças de até dez anos do Centro de Educação Infantil Municipal dos Filhos dos Funcionários, Escola Municipal de Ensino Básico, Juscelino Kubitschek de Oliveira e Ondina Neves Bleyer puderam acompanhar sessões de leitura e contos infantis. Participaram também das atividades o superintendente da FCL, Giba Ronconi, professores e a realeza da 30ª Festa Nacional do Pinhão, Rainha Andressa Bordignon e as Princesas Ellen Waltrick e Caroline Cecatto.

Comandado pelos palhaços Tremendão e Tremendinho, o evento no estacionamento do Museu Histórico Thiago de Castro e da FCL – agora denominado “Largo da Cultura” – teve o objetivo de evidenciar a importância da leitura e homenagear a produção literária infantil. Na programação da parte da manhã, além das leituras de Giba Ronconi e da Rainha e Princesas, a professora Rosilene e o aluno Rodrigo Santos da Escola Juscelino Kubitschek de Oliveira também participaram das leituras. Na parte da tarde, a professora Kellen Meienberger e a aluna Aleane Córdova da Escola Ondina Neves Bleyer representaram a escola do bairro Sagrado Coração de Jesus com mais contos.

Teatro e palhaços

Após a sessão de leitura de contos no Largo da Cultura na parte da tarde, os alunos se dirigiram até a Praça João Ribeiro em frente à Catedral para a apresentação do espetáculo “Amor de Teatro” do Circo Lúdico de Joinville. A peça foi premiada pelo projeto Estação Cultural da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), e o grupo escolheu Lages para ser uma das cidades do circuito estadual. Por se tratar de uma peça interativa, as crianças puderam participar das brincadeiras com os atores do grupo, praticando malabarismo e atuando junto com os personagens.

O I Dia de Leitura de Contos foi realizado pela Prefeitura de Lages através da Fundação Cultural de Lages e Secretaria Municipal de Educação e contou com o apoio da Secretaria de Assistência Social e Habitação e Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente e Fundação Catarinense de Cultura.

317 escrituras são entregues através do Programa Lages Minha Terra

0

A noite de ontem (19) ficará marcada na memória de 317 famílias, que foram beneficiadas na primeira fase do programa de regularização Lages Minha Terra. Até 2020, mais de três mil famílias de outros 20 loteamentos da cidade também serão contemplados com a escritura do terreno, sem custo algum ao proprietário, através do programa municipal, coordenado e executado pela Secretaria de Assistência Social e Habitação de Lages.

Gralha Azul

Criado em abril de 1996, na gestão do então prefeito Décio Ribeiro, a área do Gralha Azul, com cerca de 178 mil metros quadrados foi adquirida para atender funcionários da prefeitura com baixa renda. Dois anos depois, uma grande enchente atingiu inúmeros bairros e, em função disso, várias famílias foram transferidas para o local, que foi parcelado em 303 lotes.  Em 2017, um trabalho de levantamento, cadastro, topografia e projetos descritivos, realizados pela equipe da Regularização Fundiária, verificou que o bairro possui atualmente 317 lotes, onde residem cerca de 400 famílias, totalizando mais de 1.600 pessoas.

 

Serviços de cardiologia na Serra Catarinense

0

Na próxima segunda-feira, dia 23, será realizado o ato solene da habilitação dos serviços de alta complexidade de cardiologia na Serra Catarinense. O evento acontece no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lages (CDL), às 10 horas. E contará com a presença da deputada federal Carmen Zanotto, que representando o Fórum Parlamentar Catarinense esteve por diversas vezes no Ministério da Saúde solicitando a habilitação dos serviços, demais deputados federais, Secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, lideranças políticas da Serra Catarinense e representantes da sociedade civil organizada.

A publicação da portaria habilitando o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres de Lages a realizar os procedimentos cardiológicos foi publicada no Diário Oficial da União no dia 28 de março. Com isso, os pacientes da Serra Catarinense que precisavam realizar tais procedimentos não irão se deslocar para outros centros de referência. Os casos emergenciais já estão sendo atendidos na unidade hospitalar.

 

3º Congresso Catarinense de Cidades Digitais

0

Lages está sediando, nesta quinta e sexta-feira (19 e 20 de abril), o 3º Congresso Catarinense de Cidades Digitais, no Órion Parque, evento voltado a prefeitos, gestores e vereadores, com a finalidade de auxiliar no planejamento municipal e na aproximação com o mercado fornecedor de tecnologias capazes de impulsionar o desenvolvimento socioeconômico com fomento aos investimentos para os municípios se tornarem cidades inteligentes. São cerca de 300 participantes de 100 municípios. Há ainda representantes de outros sete Estados – Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Ceará, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Nos stands de empresas de tecnologia no hall do Órion é possível conhecer melhor as propostas.

 

Curso de Nutrição Unifacvest realizou trabalho voltado a reeducação alimentar

0

O curso de Nutrição Unifacvest realizou um trabalho voltado a reeducação alimentar nos corredores do campus. Acadêmicos da 4ª fase coletaram dados para um trabalho curricular, transmitiram informações sobre alimentação saudável a estudantes e professores, entregaram folders educativos, e distribuíram frutas, cookies e bolos diets, sucos detox e copos de água.

A atividade foi orientada pela professora Nádia Webber. “O trabalho aproximou os acadêmicos da atuação prática, e disseminou hábitos alimentares saudáveis em todo o campus”, diz a professora.

 

 

Dia do Exército e leva conhecimento e conscientização às crianças

0

Em comemoração à Semana do Exército Brasileiro, a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, a convite do 1º Batalhão Ferroviário (BFv), promoveu atividades cívico-sociais com o intuito de apresentar um compacto da estrutura disponível à população e prestar orientações à comunidade escolar municipal.

Nesta quarta-feira (18 de abril), agentes da Defesa Civil promoveram atividades no Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Nossa Senhora dos Prazeres, no bairro Santa Catarina, com exposição de materiais, apresentação de vídeo explicativo aos alunos e distribuição de cartilhas educativas às crianças e adolescentes. O vice-prefeito, Juliano Polese, prestigiou a ação.

Os profissionais apresentaram a organização, serviços e instrumentos de trabalho da Defesa Civil de Lages, a exemplo de barco, barraca, extintor, lanterna, fita isoladora de locais, macacão térmico aquático, colete refletivo e salva-vidas, capacete, motosserra e alicate especial de corte, além de proporcionar dicas de primeiros socorros e de orientações sobre prevenção e preservação ambiental, com o objetivo de diminuir a incidência de catástrofes ligadas ao meio ambiente e mostrar o aparato da Defesa Civil e seus trabalhos de rotina.

Impostos: Santa Catarina paga R$ 100 e recebe apenas R$18,64

2

A cada R$ 100 que Santa Catarina enviou para a União no ano passado em impostos recebeu como retorno R$ 18,64. Já o vizinho Paraná recebeu R$ 26,41 e o Rio Grande do Sul, R$ 23,06. Este estudo foi levado a debate, nesta quarta-feira, pelo deputado Gabriel Ribeiro, que apontou “a discriminação catarinense”. Em 2017, o Estado entregou ao governo federal R$ 50,3 bilhões, o sexto arrecadador do Brasil (ou sétimo considerando o Distrito Federal). Porém, em proporção, o quarto que menos recebeu retorno de impostos.

Punição

Gabriel Ribeiro afirmou que a União está punindo um Estado que entrega ao país um dos melhores resultados econômicos. Conforme informação da própria Receita Federal, os 18,64% de retorno para SC estão abaixo da média da Região Sul, que recebeu 23,01% do que enviou ao Governo Federal em 2017. Este percentual abaixo da média também pode ser verificado em 2015 e 2016.

Retorno seria R$ 2,3 bilhões 

Se o Estado tivesse o retorno de imposto pela média da Região Sul, teria recebido R$ 2,3 bilhões a mais no ano passado. Conforme o deputado, com esta diferença daria para construir 23 prédios iguais ao do Hospital Tereza Ramos, em Lages, a maior obra em saúde do Governo do Estado. Ainda seria suficiente para cobrir 82% de todos os pagamentos que o Governo do Estado fez em saúde em 2017; quase 70% de todos os pagamentos em Educação; 88,4% dos pagamentos em Segurança Pública; e corresponde ao dobro do que o Estado pagou na área de Transportes.

NORTE E NORDESTE de R$ 100 retorna R$ 140

O deputado Gabriel Ribeiro ainda fez comparações com as regiões Norte e Nordeste do país, mas ressaltou que são lugares mais pobres e que precisam de atenção especial. Porém, exigiu que os recursos levados àquelas regiões sejam melhor aproveitados. “Santa Catarina não é um Estado perdulário, assistencialista. Aqui se faz gestão. O Brasil é uma família, de vários irmãos. No entanto, na hora do almoço, está ficando para nós o menor prato de comida”, comparou.

Na média, para cada R$ 100 enviados ao Governo Federal pelos sete Estados do Norte, houve um retorno de R$ 140. Em relação aos nove nordestinos, para cada R$ 100 enviados à União, retornam R$ 128. O Amapá e o Acre são os Estados que mais tiveram retorno, o triplo do arrecadado.

Ele ainda destacou as obras de responsabilidade do Governo Federal que não andam em SC, e citou alguns exemplos, como a duplicação das BR-470 e 280, a ampliação do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis.

Carmen é eleita vice-presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa

0

A deputada Carmen Zanotto (PPS-SC) foi eleita nesta quarta-feira (18), por unanimidade, um dos vice-presidentes da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. Com forte atuação em defesa do segmento da população, Carmen disse estar orgulhosa de a escolha acontecer em 2018, ano em que foi sancionada a lei que foi instituído o Ano Nacional de Valorização e Promoção dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa, cujo projeto ela foi relatora.

 

VÍDEO EM DESTAQUE

TORTEN
BM3