UM METRO CÚBICO DE MADEIRA DE PINUS POR SEGUNDO EM SANTA CATARINA

0
791

Em 2017, o professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Dr. Mário Dobner Jr. teve uma ideia criativa para demonstrar o potencial do crescimento do pinus no estado.

Com o apoio da empresa Florestal Gateados, ele fez um bloco de madeira, de 1 metro cúbico (0,5m x 0,5m x 4,0m) utilizando uma tora de Pinus taeda. Naquele ano, a área ocupada com pinus em Santa Catarina era entre 500 e 600 mil hectares. De acordo com o professor Dobner, o volume de pinus que crescia a cada segundo nos plantios de Santa Catarina era de 1 metro cúbico por segundo. “Construí este bloco, com a ajuda de alunos, para que as pessoas pudessem visualizar o que é um metro cúbico de madeira, e terem a percepção do enorme potencial produtivo dos povoamentos de pinus de Santa Catarina”, explica ele.

Atualmente o bloco de pinus está exposto no campus da UFSC, na cidade de Curitibanos, um dos polos florestais de Santa Catarina. Mário Dobner, que é gestor na florestal, explica que trata-se de uma medida arredondada, para facilitar a didática. “Considerando que Santa Catarina tem 713 mil hectares com florestas de pinus, podemos dizer que, dependendo da localização, são entre 0,700 a 1 metro cúbico de madeira de pinus que cresce por segundo em terras catarinenses”.

Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul são responsáveis por quase 90% da madeira de pinus produzida no Brasil. O gênero Pinus, em especial da espécie Pinus taeda, encontrou nas serras da Região Sul do Brasil o melhor lugar do mundo para se desenvolver. É onde ele alcança os maiores índices de crescimento.

Informações: Expoforest

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here