Temporada de cruzeiros deve movimentar cerca R$ 1 bilhão em SC

0
912

A próxima temporada de cruzeiros, de 25 de outubro a 7 de maio de 2024, deve movimentar quase R$ 5 bilhões no Brasil, segundo dados da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil). Os navios vão sair de seis portos do país, sendo um deles o Porto de Itajaí, em Santa Catarina, que estima uma arrecadação de R$ 950 milhões.

Conforme a Clia Brasil, nove navios vão partir dos portos de Itajaí, Maceió, Rio de Janeiro, Salvador, Santos, além do estreante Porto de Paranaguá, e vão percorrer 212 roteiros, com 763 escalas. No total, a temporada terá 195 dias de duração, sendo quase sete meses de navegação.

No total, serão 18 destinos de escalas, sendo duas cidades em Santa Catarina: Balneário Camboriú e Porto Belo. Há ainda previsão de escalas-teste em São Francisco do Sul e Penha.

Impacto na economia local

A arrecadação de R$ 950 milhões, estimada pela Superintendência do Porto de Itajaí, é uma soma dos valores arrecadados com a tarifa de acesso ao canal, aquaviário, berço de atracação e a tarifa por passageiro.

Além disso, ser um porto de embarque significa ter os cruzeiristas por mais tempo na cidade. Isso beneficia setores como o comércio varejista, pelo consumo em restaurantes, compras, presentes, alimentos e bebidas, além do transporte antes e após a viagem, passeios turísticos, transporte nas cidades visitadas e hospedagem antes ou após o cruzeiro.

Conforme a Clia Brasil, a média de impacto econômico gerada por cada cruzeirista é de R$ 639,37, nas cidades de escala, como Balneário Camboriú e Porto Belo, e R$ 813,56 nas cidades de embarque e desembarque, como é o caso de Itajaí.

Conforme a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município catarinense, os turistas que embarcam e desembarcam em cruzeiros devem movimentar R$ 48,6 milhões na economia local.

NSC

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here