Exposições nacionais e internacionais vão movimentar a Galeria de Arte da Villa Francioni em 2024

0
5

O ano de 2024 começou com muitas novidades na Galeria de Arte da Villa Francioni, em São Joaquim. Além de obras internacionais que passarão pela vinícola, o público também terá mais tempo para conferir os trabalhos. A partir de agora, as mostras terão três meses de duração, oportunizando maior visitação do público, tanto local, quanto turistas.

Até o dia 16 de março, a exposição “Quadrografias”, do artista plástico e manezinho da Ilha, George Peixoto, estará disponível. A mostra reúne uma seleção de obras digitais, coloridas e bicolores.

Ainda no mês de março, durante os festejos da Vindima, o artista e fotógrafo gaúcho Tonico Alvares vai expor dez painéis fotográficos em grandes dimensões retratando sua experiência junto aos vinhedos e à produção dos vinhos e espumantes da própria VF. Tonico Alvares tem exposições na Europa, Oriente Médio e em outros países da América do Sul.

Na alta temporada de inverno na Região Serrana – julho – a Galeria abre exposição conjunta de duas artistas brasileiras premiadas: Celaine Refosco, de Pomerode, e Giovana Casagrande, de Curitiba. Serão apresentadas instalações unindo arte têxtil e arte cerâmica num inusitado diálogo contemporâneo.

Ainda em julho, a VF reunirá arte e literatura no lançamento do livro “Quem tem medo da Cultura?”, do artista, curador e gestor cultural da Galeria de Arte da VF, Edson Busch Machado. A obra é uma compilação de textos, artigos e colunas de artes visuais publicadas na imprensa brasileira e apresentações críticas de artistas durante 50 anos, em projeto aprovado pelo PIC por meio da Fundação Catarinense de Cultura, Governo do Estado de SC.

Já para o segundo semestre a novidade fica por conta da exposição internacional do artista do Uruguai, Ely Albernaz, que apresentará pinturas inéditas em acrílica sobre tela com temáticas entre  figurativas e abstratas.

Para Edson Machado, com essa criteriosa programação a Galeria VF se consolida como um dos mais relevantes espaços de arte e cultura no Estado de Santa Catarina. “É uma honra contribuir com a disseminação cultural através de artistas tão ricos em conhecimento e arte”.

A Villa Francioni, que atualmente é administrada pelos conselheiros André, Adriana e Daniela Freitas (presidente), é pioneira dos vinhos de altitude em Santa Catarina e está no mercado desde 2001. A meta dos sucessores é manter a tradição e os ensinamentos do fundador Dilor de Freitas, trazendo sempre novidades e inovação para os amantes do vinho e das artes.

Paulo Scarduelli

Compartilhar a matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here