PREFEITURA TOPO 05-06
 
TOPO PREFEITURA LOGO
facvest top
Início Site

Confirmada segunda morte por febre amarela em 2020 em SC

0

Apesar de todos estarem preocupados com o COVID-19, aviso que, as outras doenças não deixaram de existir.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que foi confirmado o segundo óbito por febre amarela em Santa Catarina. A morte aconteceu no dia 13 de março, em Indaial. O homem, de 57 anos, não tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). A SES reforça mais uma vez a importância de todos os moradores de SC com mais de 9 meses procurarem a imunização que é gratuita e está disponível nos postos de saúde.

Santa Catarina já havia registrado em março a morte de um homem de 42 anos, morador de Camboriú, também pela doença. Assim, contabilizando as duas mortes, o estado soma 12 casos confirmados da doença em humanos nos municípios de: São Bento do Sul, Jaraguá do Sul, Blumenau (3), Pomerode (2), Camboriú, Indaial (3) e um morador de São Paulo, que esteve em Pomerode.

Com relação aos macacos, o estado contabiliza 39 macacos mortos por febre amarela nas cidades de Blumenau (21), Gaspar, Indaial (3), Pomerode (4), Timbó, Jaraguá do Sul, Campo Alegre (3), São Bento do Sul (3), Luís Alves e Doutor Pedrinho).

Compartilhar a matéria

Prefeito Ceron prorroga por mais sete dias a quarentena nos serviços públicos não essenciais

0

Considerando as medidas de enfrentamento em razão do novo Coronavírus (Covid-19), implantadas no âmbito municipal e estadual, o prefeito Antonio Ceron prorroga por mais sete dias o artigo 6° do Decreto 17.904 de 18 de março de 2020, que impõe quarentena aos servidores municipais. Este decreto passa a valer a partir do dia 1° de abril.

Portanto, fica a encargo dos titulares dos órgãos municipais, nas respectivas áreas de competência, a dispensa dos servidores, observando a manutenção das atividades necessárias para a continuidade da prestação dos serviços públicos, podendo convocá-los a qualquer tempo.

Não estão incluídas as secções que desempenham funções e serviços considerados essenciais ao interesse público, assim como a Secretaria Municipal da Saúde; a Coordenação da Defesa Civil; as atividades da Diretoria de Trânsito e a Secretaria Municipal de Águas e Saneamento.

A coleta do lixo, executada por empresa terceirizada, está mantida na cidade com itinerário e horários normais. A coleta seletiva de lixo reciclável também mantém suas atividades em 57 bairros e na área Central, embora com equipe reduzida e menos caminhões circulando. Quanto às aulas na rede municipal de ensino, segue o decreto de suspensão até o dia 19 de abril, podendo ser prorrogado, se necessário

Compartilhar a matéria

Governo de SC volta a discutir plano de convívio para retomada de atividades

0

Logo após a edição do decreto 535/2020, que prorroga o isolamento social em Santa Catarina por mais sete dias, o Governo do Estado voltou a reunir o grupo de trabalho para discutir o plano de convívio, que inclui atividades econômicas.

A novidade foi a adição de representantes da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e de entidades empresariais no debate sobre os próximos passos da futura abertura econômica em meio à pandemia da Covid-19. A reunião desta terça-feira,31, foi conduzida pelo chefe da Casa Civil, Douglas Borba, que anunciou que o grupo passará a se reunir todos os dias, às 14h, sob o comando do secretário da Fazenda, Paulo Eli.

Segundo Borba, embora as medidas de restrição sigam vigentes em todo o território catarinense, é preciso preparar desde já a reabertura do Estado. Três questões são essenciais nesse ponto: o que será aberto? Quando isso acontecerá? E como, com quais medidas de segurança?

“Queremos ouvir todos os agentes envolvidos neste momento difícil para Santa Catarina. A colaboração na construção de soluções é fundamental. Por isso, juntamos nesse grupo de trabalho as principais entidades do setor produtivo, um representante da Alesc e a Fecam, representada pela prefeita Adeliana Dal Pont, de São José. Precisamos buscar um equilíbrio entre saúde da população e a economia, para que possamos nos recuperar o mais rapidamente possível dessa crise”, afirmou Borba.

Compartilhar a matéria

SIMMMEL em parceria com a ASSORVEPLAN e Empresas Associadas realiza doação de Equipamentos de Segurança Individual – EPI para o HTR

0

Através da iniciativa de empresários, o SIMMMEL promoveu uma campanha para arrecadar EPI´S para serem entregues ao Hospital Geral e Maternidade Tereza Ramos em Lages, foram arrecadados mais de 900 itens em protetor e óculos facial, macacões, máscaras, luvas, botas entre outros. Sabemos que nossa região “ainda” não temos números elevados de suspeitos ou confirmados do Convid-19 (Coronavírus), ressalta Anderson de Souza(Vice-Presidente do SIMMMEL)

*Mas a falta desses equipamentos para os profissionais podem colocar em risco a sua saúde, e devemos como cidadãos contribuir para reduzir os números dessa pandemia*, diz Everaldo Wiggers (Presidente do SIMMMEL).

Além das doações para o HTR, empresas associadas ao SIMMMEL, também realizaram doações para o Hospital de Campanha Tito Biachini.

Compartilhar a matéria

Feira Internacional de Turismo de Gramado (FESTURIS) está mantida para novembro de 2020

0

Os organizadores de uma das maiores feiras de Turismo do Brasil, mantém o vento  que será do dia 05 a 08 de novembro. Os organizadores mandam carta aberta ao público, Coloco na Integra.

“Vivemos uma crise desafiadora e incomparável. Estamos em estado de guerra pela vida e pela economia. O momento exige responsabilidade social. Portanto, salvar vidas e achatar a propagação do coronavírus (Covid-19) é prioridade. O impacto desta crise é inestimável em todos os setores, mas o turismo será indiscutivelmente um dos mais afetados. Apesar disso, temos consciência do quanto esta atividade é resiliente. Tem capacidade e força para se reinventar. A união do trade será fator decisivo para este novo caminhar. 

Cientes de nossa importante contribuição para o desenvolvimento da atividade turística, acreditamos a Feira Internacional de Turismo de Gramado (FESTURIS) será palco para a retomada do crescimento no final do segundo semestre. Economistas e especialistas na área da saúde estimam que a atual pandemia pode se estender de três a quatro meses. Portanto, confirmamos a manutenção do FESTURIS para 05 a 08 de novembro próximo. Estamos confiantes de que o caos passará.

Com a solidez construída ao longo de sua trajetória, conquistamos a credibilidade e a confiança do mercado. A feira está com cerca de 40% de seus espaços comercializados e, mesmo com esta barreira colocada em nosso caminho, temos certeza que o evento será mais uma vez essencial para a transformação do setor. Estamos abertos para entender o cenário neste momento de crise e seremos ainda mais flexíveis, entregando ao nosso expositor e participante todo o suporte para crescer e recuperar prejuízos.

Acreditamos no esforço conjunto para a retomada do crescimento. A guerra travada contra o coronavírus fará com que toda a cadeia do turismo se reinvente. Não temos dúvida que o sentimento ao final da feira será de satisfação. Aqui os negócios são feitos com afeto e o relacionamento entre os profissionais está em evidência. Não podemos desistir jamais. Entendemos que, mais do que nunca, o aperto de mão e o abraço serão fundamentais para os negócios, e haverá, com toda certeza, uma renovação de valores.

Juntos venceremos esta batalha!”.

Marta Rossi e Eduardo Zorzanello
CEO’s da Rossi & Zorzanello Feiras e Empreendimentos

Compartilhar a matéria

Sebrae/SC identifica setores mais afetados pela crise do Coronavírus

0
Santa Catarina tem um total 785.147 negócios formalizados, entre micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais. Desse número, 583.073 sofrerão diretamente os impactos decorridos do coronavírus, de acordo com um estudo realizado pelo Sebrae/SC. Esse número corresponde a 74% dos negócios. Os setores mais atingidos são: moda, varejo tradicional, alimentação fora do lar, construção civil, beleza, logística e transportes, e peças automotivas, que somam 475.285 empresas.
Preocupado com esse cenário, o Sebrae/SC age para prestar orientações práticas aos empresários e contribuir com a redução do impacto econômico da doença sobre as micro e pequenas empresas.
De acordo com o diretor superintendente do Sebrae/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca, estudar o impacto deste momento para as empresas catarinenses é o primeiro passo para começar a reverter essa crise. “Precisamos cuidar da sobrevivência dos pequenos negócios, já que são eles quem garantem a geração de emprego e têm maior capacidade de se adaptar e se reinventar para enfrentar este momento”, comenta Carlos Henrique.
Números da crise causada pelo coronavírus
Dos 583.073 pequenos negócios impactados:
Por porte:
55% são MEI e 39% ME, ou seja, 94% de todos os pequenos negócios.
Os segmentos mais afetados:
Moda, Varejo Tradicional, Alimentação fora do Lar, Construção Civil, Beleza, Logística e Transportes, e Peças Automotivas totalizam 475.285 empresas representando 82% do total.
Por Setor de Atividade Econômica:
434.335 ou 74% são empresas prestadoras de serviços ou comércios.
Os serviços mais afetados são:
Alimentação fora do Lar com 67.793 empresas (11% das 583.073); logística e Transporte com 44.077 (7,5%) e, Beleza com 41.555 (7%).
Os ramos de comércio mais afetados são:
Varejo Tradicional com 94.325 pequenos negócios (16% das 583 mil), Moda com 58.675 empresas (10%) e, Peças Automotivas com 37.812 (6,5%).
Catarinas
Compartilhar a matéria

Coronavírus: Assistência Social reabrirá os oito CRAS’s do município nesta quarta-feira em período especial

0

Um dos vieses de proteção social da população em vulnerabilidade econômica e social, na administração pública, compreende a Secretaria Municipal da Assistência Social e Habitação, da Prefeitura de Lages, que tomou uma série de medidas emergenciais e de intensificação de seu trabalho para atender a comunidade que mais precisa do Poder Público nesta hora.

A iniciativa Assistência Social em Ação presta atendimento às famílias com equipes dos oito Centros de Referência de Assistência Social (CRAS’s) e dos três Centros de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS’s), no Centro e nos bairros Centenário e Coral, pois conhecem a realidade das regiões periféricas. E para retomar a abrangência da cobertura ao atendimento às famílias foi decidida nesta terça-feira (31 de março), pelo prefeito Antonio Ceron, e pelo secretário da pasta municipal, Jean Pierre Ezequiel, a reabertura dos oito CRAS’s de Lages a partir desta quarta-feira (1º de abril), fixados em praticamente todas as partes da cidade – Popular, Centenário, Penha, Tributo, Santa Mônica, Bela Vista/Promorar, Conta Dinheiro e Gralha Azul. Os serviços serão disponibilizados em caráter especial de horário para a segurança, maior comodidade à população e precaução ao vírus: do meio-dia às 18h. A Secretaria oferece, ainda, a receptividade de demandas através do Plantão Social, uma central telefônica em funcionamento de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, e aos sábados das 8h ao meio-dia, pelo número 3019-7460 e por WhatsApp: 98422-1670.

Ao lado desta, outras operações foram estipuladas, e serviços já existentes, expandidos. No abrigo temporário montado emergencialmente no Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Nossa Senhora dos Prazeres, bairro Santa Catarina, em apenas seis dias já foram atendidas 200 pessoas em situação de rua, cidadãos sem residência fixa. Eles são acolhidos no local no intervalo entre 19h e 7h do dia seguinte.

O secretário da Assistência Social e Habitação, Jean Pierre Ezequiel, pontua a tranquilidade essencial para atravessar esta situação. “A pandemia mundial faz a gente fazer uma análise introspectiva e avaliarmos que precisamos, mais do que nunca, uns dos outros. Jamais deixaríamos nossa comunidade à deriva e com a reabertura dos CRAS’s poderemos ouvir e dar encaminhamentos corretos e assertivos. Pedimos a todos calma e confiança em dias melhores, e estaremos aqui para servir e procurar atender da melhor maneira dentro das nossas competências.”

Compartilhar a matéria

Para proteger as mulheres, Justiça prorroga prazo de eficácia das medidas protetivas

0

Com o objetivo de garantir a proteção das mulheres e de manter a efetividade da prestação jurisdicional, a Corregedoria-Geral da Justiça e a Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cevid) prorrogaram o prazo de eficácia das medidas protetivas, em vigor ou prestes a expirar, até o dia 30 de abril deste ano. A decisão foi oficializada por meio de uma orientação conjunta publicada na quinta-feira (26/3).

Por lei, caso a vítima não manifeste seu interesse na prorrogação, essas medidas protetivas expiram de forma automática. Este pedido, na maioria das vezes, é feito presencialmente. Porém, por causa das ações adotadas para prevenir o rápido avanço da Covid-19 em Santa Catarina, há dificuldade de se fazer o pedido. Diante disso, o TJ ampliou o prazo de validade das medidas protetivas independentemente da manifestação da vítima. “A perda da eficácia destas medidas colocaria a vida de muitas mulheres em risco”, afirma a desembargadora Salete Sommariva, presidente da Cevid.

Para o cumprimento desta prorrogação, diz a orientação conjunta, podem ser utilizados canais de comunicação como e-mail, WhatsApp e telefone, devendo ser certificados nos autos a forma e se houve o cumprimento. “Sempre com a ciência das partes, a fim de resguardar o contraditório e a ampla defesa”, diz a orientação.

Ainda segundo a orientação conjunta, os magistrados devem divulgar na mídia local os números de telefone que possam receber as denúncias de violência, dúvidas e quaisquer outras solicitações sobre o assunto. Isso, de acordo com a orientação, pode ajudar as vítimas impossibilitadas de comparecer aos órgãos de proteção.

Os magistrados deverão também manter contato com a polícia militar da comarca, a fim de solicitar a divulgação dos canais de comunicação da instituição, e também ressaltar a importância do aumento de rondas e do acompanhamento através da Rede Catarina.

Por fim, a orientação pede aos magistrados que enfatizem, junto à polícia civil, a necessidade de coleta dos dados atualizados dos envolvidos, tais como telefone, celular com WhatsApp e e-mail, porque isso possibilitará a comunicação com as partes de forma remota. Para Sommariva, “as ações são imprescindíveis para resguardar a integridade das vítimas e também evitar a disseminação do vírus Covid-19, de forma a prestar a tutela jurisdicional de forma eficaz”.

TELEFONES:

Ligue 180 – Governo Federal

Disque Denúncia 181 – Polícia Civil de SC

(48) 98844-0011 – WhatsApp da Polícia Civil de SC

190 – Polícia Militar de Santa Catarina, para situação de emergência

Compartilhar a matéria

CORONAVIRUS: No mundo mais de 100 mil pessoas já se recuperaram, Lages teve um caso e já está curada

0

Em meio ao caos do COVID-19, a imprensa noticia casos de infectados e mortes, mas esquecem de mostrar os números de pessoas que passaram pelo COVID-19 e se curaram, o número é muito maior, ou então orientar a população que estar contaminado não quer dizer morto.

Contrair a doença é para todas as idades, mas a idade de risco de se complicar é acima de 60 anos, mais isso não quer dizer que você é imune abaixo dessa idade, ainda temos as pessoas que tem problemas como diabetes, câncer, hipertensão e alguma doença crônicas ( independente da idade).

A quarentena é para amenizar o caos nos hospitais, pois caso muitas pessoas precisem de leitos, UTIs e respiradores, esses hospitais não suprem a demanda.

Recuperação

Em todo o mundo pelo menos 100 mil pessoas já se recuperaram da doença. A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que 80% das pessoas contaminadas se recuperam apenas no tratamento, sem precisar de internação e uso do respirador (entre 5% e 6%).

Os curados são homens e mulheres, jovens, adultos e idosos, que apresentaram sintomas variados, desde tosse e falta de ar até perda de olfato. Depois de um período de isolamento total, sem sair de casa – incluindo os mais novos.

Mais de 50% dos infectados com Coronavírus já estão curados, a China é o país que apresenta os melhores números, com mais 75 mil pessoas recuperadas. Os números são da Johns Hopkins Whiting School of Engineering, que analisa os dados mundiais da doença.

Além da China, Espanha, Itália e Irã já ultrapassaram a casa dos 10 mil curados, com 14 mil, 13 mil e 12 mil, respectivamente.

Lages

Em Lages tivemos um caso positivo, Cristina Yamaguchi, que havia feito uma viagem em um cruzeiro, e segundo ela não sabe onde pode ter contraído a doença.

Cristina relatou ao blog que ao chegar no Brasil passou por uma triagem em São Paulo e que não apresentava sintomas, por isso foi liberada. Já em Lages apresentou uma dor de garganta e logo após febre e cansaço físico, no dia 19 ela se apresentou a emergência do hospital e já a encaminharam para exames como de sangue, Raio X e tomografia do Pulmão.

Quando veio o resultado e deu positivo, ela foi internada e ficou 11 dias em isolamento total.

Curada

Hoje ela se encontra em casa, e o resultado já deu negativo, por tanto, ela não passa o COVID-19 para ninguém, mas continua em casa em Home office. E está curada dentro da estatística de cura.

Medo

Perguntei à Cristina se algum momento ela teve medo, ”não sei se foi medo. Mas, o desconhecido nos deixa temerário, não sabemos o que enfrentar. Tudo é mais fácil, quando enfrentamos algo palpável e que podemos enxergar”.

Ela ainda aconselha ao isolamento social, e muita atenção à higiene pessoal. “ Estamos no caminho certo do isolamento social, e temos que ter muita atenção a higiene pessoal, principalmente lavar bem as mãos que é o principal disseminador da doença”.

Cristina ainda deixa um recado importante. “A nossa força interior não pode ser enfraquecida ou destruída, ela precisa ser alimentada e fortalecida pelos nossos valores, nossas famílias e nossos amigos”.

Orientações

A secretaria de Saúde de Lages Odila Waldrich, comentou que o resultado da paciente deu negativo, ela segue em isolamento social e não transmite mais o vírus a ninguém. “ A paciente deu negativo para o último exame e passa bem, não existe mais perigo de ela passar o vírus, foi liberada para ficar em isolamento social como todo mundo, ainda mais que as pessoas podem se infectar mais de uma vez”, finaliza.

Compartilhar a matéria

Senador Jorginho Mello desmente Governador de Santa Catarina

1

Em áudio que circulou pelas redes sociais de uma entrevista feita pelo  Senador Jorginho Mello á uma Rádio de Blumenau, o Senador foi categórico em afirmar que o Governador de Santa Catarina faltou com a verdade em seu pronunciamento que dizia que estava prorrogando o decreto da quarentena por mais sete dias em Santa Catarina, porque não tinha recebido nem mesmo os recursos prometidos pelo Governo Federal.

O senador Conta no áudio que já foi depositado dia 16 de março o valor de R$ 14.532.386,00.

Em uma rápida pesquisa encontrei a portaria.

Link: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-395-de-16-de-marco-de-2020-248162153

Repercussão

Em sua página o Colunista Marcelo Lula, faz alguns questionamentos interessantes como a pergunta onde está a vice-governadora? Essa realmente sumiu dos holofotes, por alguma razão deve estar ausente, espero que seja só o medo do COVID-19.

Marcelo Lula foi muito feliz em suas colocações, onde diz que o Governador Moisés foi engolido pela inexperiência e insegurança e deveria chamar os poderes para conversar, e que alguns prefeitos estavam insatisfeitos com a maneira que ele (Governador) vem conduzindo, apenas decide e faz, sem consultar as partes interessadas.

Na pagina do Colunista vocês encontram a entrevista que ele fez com o senador.

https://scempauta.com.br/os-bastidores-da-reuniao-dos-prefeitos-com-moises-governador-mostra-fraqueza-liderancas-se-arrependem-de-filiacao-ao-psl-vice-governadora-some-durante-a-crise-entre-outros-destaques/

Compartilhar a matéria

VÍDEO EM DESTAQUE